Buscar
  • papodesign

Food Design: projetando alimentos

Por Gabriel Vilar


O Food Design é uma ciência constituída pela pesquisa e estudo do design a fim de criar novos produtos alimentícios. É uma ramificação do desenho industrial que se caracteriza pela criação e design de alimentos, partes de produtos alimentares e/ou relacionados. O tema é mais complexo do que parece e apesar de pouco falado, já tem grandes estudos e diversas formas de desenvolvimento e observação.


A eating designer Marije Vogelzang diz que os alimentos em si já têm um design perfeito e que seu foco de trabalho é apenas na forma que as pessoas experienciam a comida, como a partilham e seus aspectos culturais. Já um dos mais prestigiados food designers atualmente, Paolo Barichella, diz que a comida tem qualidades variáveis: ela precisa ser saudável, saborosa, esteticamente agradável e relevante de forma cultural.


Sendo assim, é possível mesclar diferentes vertentes no design de alimentos como biologia, genética, antropologia, psicanálise, sociologia, nutrição, formas de convivência, entre outros. Ela pode ser dividida em várias subcategorias, algumas mais relacionadas à alimentação e outras mais próximas ao design em si, mas claro relacionadas à comida. São elas: design com comida, comendo design, produto alimentar, design para alimentos, design sobre comida, design de espaços alimentares e design de interiores de alimentos.


DESIGN COM COMIDA


O design da comida enxerga o alimento como se fosse um objeto, trabalhando ele em forma de projeto. Sendo assim, assume que a comida tem uma usabilidade, ergonomia, tipos de materiais etc. Podendo ir desde as suas industrializações, forma, nomenclatura, embalagem a utilizar até seus rituais de uso, que podem incluir comer ou não. O processo todo tem o intuito de criar novos “objetos” em termos de sabor, textura, temperatura e cor.

The Art of Plating


Arte 3D com espuma de leite e café criada pelo barista japonês Kazuki Yamamoto


COMENDO DESIGN


O nome pode parecer estranho, mas essa categoria é a área do design que liga qualquer situação alimentar em que haja pessoas interagindo com comida. Podendo abraçar muitas das outras subcategorias, ela é considerada a mais complexa de todas em termos de definição, uma vez que pode confundir com outras. Idealizar situações de hábitos alimentares exige que a pessoa que está projetando leve em consideração diferentes aspectos, além de incontáveis variáveis já que cada pessoa tem sua própria maneira de agir na hora de comer.


Diferentes formas de “interação” com a comida


PRODUTO ALIMENTAR


Podemos dizer que este é o mais fácil de se compreender. O produto alimentar se baseia no design dos alimentos que são produzidos em massa, é aquele que está presente em quase tudo que vemos em lojas e supermercados.



DESIGN PARA ALIMENTOS


Basicamente pode-se considerar qualquer tipo de produtos que sirva para cortar, fatiar, misturar, conservar, armazenar, cozinhar e apresentar alimentos. Em design para alimentos vão ver tudo que compõe desde a preparação e distribuição até a comunicação de alimentos. Nesta categoria do food design, a embalagem não é só um recipiente para guardar e distribuir, mas sim um dos principais veículos de comunicação do produto, uma vez que trabalha com o design visual atrativo fazendo ele ser reconhecido e lembrado.



DESIGN SOBRE COMIDA


São objetos inspirados pela comida. Nesse caso a comida não vai estar envolvida diretamente na forma de alimento, ela somente é utilizada como forma de inspiração. O alimento vai apenas caracterizar a mensagem do produto, onde geralmente temos um design divertido e brincalhão.



DESIGN DE ESPAÇOS ALIMENTARES


Esse tipo de design leva em consideração todas as características do ambiente alimentar ou de alimentos, tais como interiores, materiais e cores. Tudo é pensado para formar o ambiente de acordo com as características necessárias pensadas para ele, incluindo iluminação, temperatura, música, vestuário e até o comportamento dos funcionários.



DESIGN DE INTERIORES DE ALIMENTOS


Esse conceito é baseado nos produtos de design de interiores idealizados para espaços alimentícios tais como cozinhas, padarias, lanchonetes, bares, cantinas, cafeterias etc. Nessa categoria, a comida não é levada em consideração como algo material a ser analisado. Porém, a metodologia utilizada no design de interiores para alimentos abrange o conhecimento de muitos aspectos em relação à alimentação. Questões como a preparação dos alimentos, até a compreensão do melhor material para desenhar um tampo são levados em consideração, bem como a projeção da luz, a temperatura e as cores corretas no ambiente alimentar para valorizar a comida.




Em resumo, o Food Design é simplesmente a conexão entre comida e Design. Pode-se dizer que o processo de design que leva à inovação em produtos, serviços ou sistemas para alimentação. Tudo, desde a produção, aquisição, preservação e transporte até a preparação, apresentação, consumo e descarte é o processo que traz inovação, tecnologia ou significado em qualquer coisa que tenha a ver com comida.


Fontes:

https://barichella.com/

https://designculture.com.br/

https://marijevogelzang.nl/

http://www.meltinggastronomysummit.com/

http://theartofplating.com/